Mais de metades dos portugueses não têm uma prática regular de exercício físico

O Inquérito Alimentar Nacional e de Atividade Física conclui que mais de metade dos portugueses não têm uma prática regular de exercício físico, sendo que o sedentarismo acentua-se cada vez mais.

O estudo mostra que apenas 42% da nossa população tem uma prática regular de atividade física (incluí caminhadas), um valor bastante insuficiente garante Carla Lopes, coordenadora do inquérito.

Os resultados tornam-se mais assustadores quando se analisa a relação entre os grupos etários e a prática de exercício físico.

Conclui-se que só 36% dos jovens (15-21 anos), 27% dos adultos e 22% dos idosos (65 a 84 anos) são considerados fisicamente ativos, cumprindo com as recomendações atuais para a prática de atividade física promotora de saúde.

O grupo com mais atividade física é o grupo dos rapazes/homens entre os 15 e 21 anos com cerca de metade na categoria ‘ativo’. Na mesma idade, apenas 20% de raparigas/mulheres são ativas. As zonas do país com maior percentagem de pessoas ativas são as do Norte, Centro e Regiões Autónomas.

Por sua vez, o sedentarismo tem vindo a aumentar sobretudo no grupo etários dos idosos e dos adultos.

Considerando a atividade física em todos os domínios, 43% da população Portuguesa com mais de 14 anos não cumpre qualquer critério internacional para a atividade física, podendo ser classificada no nível ‘sedentário’.

As regiões Norte e AM Lisboa apresentam os valores de tempo sedentários mais elevados de Portugal. O Algarve destaca-se por ser a região com menor tempo passado em comportamentos sedentários.

A região do Alentejo é a única com mais de 50% da população no grupo ‘sedentário’.