Vencedores

 

 

educação

NOMEADOS:

  • ABAE | Alimentação Saudável e Sustentável nas Eco-Escolas
  • Associação Vitaminos SABE | Chefs de Saúde
  • Câmara Municipal de Torres Vedras | “Alimentação Positiva” – Programa Sustentável de Educação Alimentar (PSEA)
  • Câmara Municipal Lisboa – Departamento para os Direitos Sociais | Projeto Selo Saudável
  • Escola Secundária Professor José Augusto Lucas | O que comemos na nossa escola
  • Farmácias Holon | Serviço de Nutrição Holon / Pergunte ao seu Nutricionista
  • ITAU – Instituto Técnico de Alimentação Humana | Itau educa com a Nutri Ventures
  • Lidl & Cia | Turma Imbatível para mais energia
  • Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Sul | A Liga Aconselha: uma Alimentação Saudável
  • Universidade do Porto | Projeto Nutriciência: jogar, cozinhar, aprender (85NU1) inserido no Programa Iniciativas em Saúde Pública (PT06),financiado pelos EEA Grants – Mecanismo Financeiro 2009-2014 do Espaço Económico Europeu

 

Galardão

Universidade do Porto | Projeto Nutriciência: jogar, cozinhar, aprender (85NU1) inserido no Programa Iniciativas em Saúde Pública (PT06),financiado pelos EEA Grants – Mecanismo Financeiro 2009-2014 do Espaço Económico Europeu

O Nutriciência: Jogar, Cozinhar e Aprender é um projeto de investigação, desenvolvido pela Universidade do Porto, financiado pelo Programa EEA Grants, e com o apoio do Serviço Nacional de Saúde e Programa Iniciativas de Saúde Pública.

O projeto, que teve como parceiros a União das Misericórdias Portuguesas, a Santa Casa da Misericórdia do Porto, a RTP e a Universidade de Oslo, visou avaliar o impacto de uma intervenção web-based na literacia nutricional em famílias de crianças em idade pré-escolar, através de uma dinâmica de gamificação, que envolveu crianças dos 3 aos 5 anos, bem como com as respetivas famílias e educadores.

Os participantes no projeto formaram uma comunidade online assente numa plataforma interativa digital fechada onde eram partilhados materiais multimédia diversificados sobre nutrição e alimentação, e por outro lado existia possibilidade de participação através da partilha de conteúdos e da interação num fórum.

Adicionalmente, o Projeto incluiu um Curso Online sobre Nutrição e Alimentação para os educadores.

Desta forma, o Nutriciência promoveu, especificamente, o aumento do consumo de hortofrutícolas, e a diminuição da ingestão de sal e de açúcar: áreas consideradas prioritárias pela Organização Mundial da Saúde.

O Nutriciência envolveu diretamente cerca de 2500 crianças e 2000 famílias.


1ª Menção Honrosa 

ITAU – Instituto Técnico de Alimentação Humana | Itau educa com a Nutri Ventures

O Itau educa com a Nutri Ventures é um projeto que juntou o Instituto Técnico de Alimentação Humana à série de animação Nutri Ventures para colaborar na educação dos alunos das escolas portuguesas na adoção de hábitos alimentares saudáveis.

Desenvolvido no ano letivo 2016/2017 e realizado em 6 Agrupamentos de escolas do Município de Valongo (ensino pré-escolar e 1º Ciclo) e no Colégio de Gaia, o projeto visou envolver e sensibilizar as crianças, comunidade escolar e familiares para assumirem o compromisso de uma alimentação saudável.

As atividades realizadas tiveram como principais objetivos a redução do consumo de sal e açúcar simples e o aumento do consumo de proteína de origem vegetal, através de distribuição de materiais pedagógicos, nomeadamente de livros mensais colecionáveis, numa caderneta personalizada. O conteúdo educativo é transmitido pelos heróis da Nutriventures em banda desenhada exclusiva e em atividades “feitas à medida”, num total de 10 edições.

O projeto Itau educa com a Nutri Ventures levou a educação alimentar às 4736 crianças que participaram de forma original e interativa.


2ª Menção Honrosa 

Lidl & Cia | Turma Imbatível para mais energia

Em 2016, o Lidl lançou projeto Turma Imbatível focado na promoção de estilos de vida saudável, assente na roda dos alimentos e na cadeia de valor.

O projeto desenvolveu-se em 4 vertentes: roadshow, loja, workshops e passatempo. O roadshow, que visitou 7775 alunos em 100 escolas do 1ºciclo EB de norte a sul, centrou-se na importância da alimentação saudável, relevância da atividade física, higiene oral, horas de sono através de mensagens simples, eficazes e fáceis de integrar no dia-a-dia relacionadas com temas como desperdício alimentar, conservação alimentos e cadeia de valor.

Nas lojas, o Lidl proporcionou visitas a 297 alunos, que aprenderam sobre a cadeia de valor, níveis de qualidade, sazonalidade e variedade com colaboradores Lidl que foram guias no âmbito da promoção voluntariado interno.

Nos workshops dirigidos à comunidade escolar e agregado familiar, impactou-se 92 adultos e 45 alunos, através de componentes teóricas e práticas, promovidas por palestrantes do Programa EcoEscolas e pelo Chef Ermida.

O Passatempo Desenho Imbatível desafiou à criação de desenho original alusivo à roda dos alimentos. Os 12 vencedores do passatempo ilustraram embalagens de produtos à venda no Lidl.

A iniciativa envolveu mais de 8.100 alunos, 92 membros da comunidade escolar entre professores e encarregados de educação e 650 participantes no desenho imbatível.

 

 

 

investigacao

NOMEADOS:

  • G2Gi – Indoor Farming Solutions | Vegetais Bio 2.0
  • Instituto Superior de Agronomia | RIVER RICE SUGAR® – Adoçante natural obtido a partir de arroz
  • Instituto Superior de Agronomia |   GREENCHEESE – Produtos de queijaria com microalgas
  • International Iberian Nanotechnology Laboratory e Universidade do Minho | GeLife – oleogéis para a substituição de gorduras e desenvolvimento de produtos mais saudáveis
  • Joana Araújo, Milton Severo, Henrique Barros, Elisabete Ramos | Adiposidade ao longo da adolescência e fatores de risco cardiovascular no adulto
  • Wedotech | iCanSea – Conservas com macroalgas para diferenciação nutricional e sensorial

 

Galardão

International Iberian Nanotechnology Laboratory e Universidade do Minho | GeLife – oleogéis para a substituição de gorduras e desenvolvimento de produtos mais saudáveis

O projeto GeLife tem como objetivo o desenvolvimento de oleogéis para a substituição de gorduras saturadas e tipo trans em alimentos, como forma de melhorar o seu perfil, possibilitando assim a melhoria da saúde dos consumidores.

 

O GeLife permitirá, assim, ao consumidor usufruir de produtos alimentares mais saudáveis, através da redução concreta da gordura saturadas e trans, e pela incorporação de compostos bioativos.

Desenvolvido em 2014, esta tecnologia encontra-se em fase de validação em produtos cárneos. Os testes realizados à escala piloto apresentaram resultados positivos e mostraram que esta tecnologia é passível de aumento de escala e pode ser utilizada a nível industrial.


1ª Menção Honrosa

Instituto Superior de Agronomia | RIVER RICE SUGAR® – Adoçante natural obtido a partir de arroz

O RIVER RICE SUGAR, desenvolvido entre Outubro de 2016 a Março de 2017, é um projeto inovador e sustentável, fruto de uma parceria entre a empresa CokingLab e o Instituto Superior de Agronomia, em resposta a uma solicitação da empresa Sollo.

Criado a partir da trinca de arroz carolino, que representa 10% dos subprodutos da indústria arrozeira, o RIVER RICE SUGAR é um açúcar vegetal, de produção 100% nacional, resultante da produção do arroz carolino da região do Sado.

Este surge como resposta ao aumento da procura de adoçantes naturais, que possam ser utilizados de forma prática e similar ao açúcar e que não alterem as características sensoriais do alimento ou bebida em que são incorporados.

A formulação foi desenvolvida tendo por inspiração o processo de produção do Amazaké, produto de origem japonesa, obtido por hidrólise do amido do arroz em resultado da ação de enzimas extracelulares, que cortam as cadeias de amido, disponibilizando açúcares simples e aumentando o poder adoçante do produto hidrolisado.

Nesta fase, o produto está desenvolvido, mas estão ainda a ser realizados ensaios que permitam adaptar as condições de produção a diferentes variedades de arroz.


2ª Menção Honrosa

G2Gi – Indoor Farming Solutions | Vegetais Bio 2.0

Para dar resposta à necessidade de novas formas mais sustentáveis para produzir alimentos de qualidade, em Maio de 2015, a Grow to Green iniciou num laboratório um conjunto alargado de ensaios. Estes ensaios tinham como objetivo a avaliação/comparação da tecnologia de produção em Indoor Farming com tecnologias tradicionais e, em particular, a validação independente da qualidade dos produtos obtidos neste novo método de produção.

As câmaras de Indoor Farming da Grow to Green permitem a produção de hortícolas de pequeno porte e sem frutos (saladas, ervas aromáticas, microgreens, etc.) num sistema de hidropónica multinível com iluminação de substituição (LED) e total controlo das principais variáveis de crescimento – temperatura, humidade, concentração de CO2 e velocidade do vento.

O sistema permite o crescimento de plantas em condições de elevada limpeza, eliminando a possibilidade de contaminações químicas e/ou biológicas. É, assim, possível o crescimento de alimentos super-limpos e a evolução da produção biológica para um nível superior, conhecido como Bio 2.0.

Iniciado em 2015, os resultados, fruto do trabalho de I&D, foram extremamente positivos e ultrapassaram largamente as expectativas iniciais.

 

produto

NOMEADOS:

  • ArrábidaMel | Mel com Frutos Vermelhos. Marca Gosto.
  • Associação Vitaminos SABE – Saúde, Ambiente e Bem-Estar |Carrot Lollipop by Vitamimos
  • Cerealis – Produtos Alimentares | Cereais Nacional + Linha Fruut
  • Condi Alimentar, S.A. |Pudim Zero, Condi
  • Iswari, Alma e Valor, Lda.| Gama Pequeno Buda
  • Modelo Continente Hipermercados | Gama de Produtos Bem-estar (Frutos Secos e Saladas)
  • Mónica Gomes da Venda | VeganChee – Não Sou um Queijo
  • Nuvifruits | Frutas e Legumes Desidratados
  • Raquel Antunes | Infusão biológica de cogumelo Shiitake com Menta, MUSHI,
  • Sara Maria Fradique da Silva Oliveira |  Chocolate Cru de Alfarroba, Casa do Bosque

 

Galardão

Cerealis – Produtos Alimentares | Cereais Nacional + Linha Fruut

No âmbito do projeto Cereais Nacional + Linha Fruut, as duas marcas portuguesas Nacional e Fruut, orientadas para a promoção de uma alimentação saudável e saborosa, juntaram-se para inovar e criar um cereal de pequeno-almoço único, nutricionalmente rico e muito saboroso, com características absolutamente diferenciadoras no contexto da categoria de cereais de pequeno-almoço.

Promovendo hábitos alimentares mais equilibrados e saborosos, os novos cereais + Linha Fruut aliam o melhor de cada marca numa só embalagem.

As maças Fruut, utilizadas no produto resultam do aproveitamento de peças com calibre reduzido ou defeitos, que são habitualmente rejeitados pelo mercado. Este projeto coloca também em prática o conceito de economia circular, visto que o subproduto dos cereais + Linha Fruut, não passível de ser reincorporado e que resultante do processo produtivo, é encaminhado para ração animal.


1ª Menção Honrosa

ArrábidaMel | Mel com Frutos Vermelhos. Marca Gosto.

O produto Mel com Frutos Vermelhos resultou de um projeto de desenvolvimento, em parceria com o Instituto Superior de Agronomia, criado em 2017. É um produto inovador, que se insere no conceito de “Alimentação e Saúde”, aliando as propriedades benéficas do mel com a dos frutos vermelhos.

Este produto, nas suas três variedades – morango, framboesa ou cereja, foi desenhado e pensado para dar reposta aos consumidores com maiores preocupações ao nível da sua saúde e da relação da mesma com a alimentação. Com características nutricionais diferenciadoras, o produto tem diversos benefícios reconhecidos: anti-inflamatório, antioxidante, antisséticos, calcantes e expetorantes.

O mel utilizado no produto é 100%Nacional e pode ser uma alternativa mais saudável a outros adoçantes. Já os frutos vermelhos dão um carater ácido ao produto, contribuindo para aumentar a sua frescura, tornando-o mais leve.

O mel de frutos vermelhos pretende ser uma alternativa mais saudável aos adoçantes que são largamente utilizados e às compotas, que em muitos casos apresentam elevado teor de açúcar.


2ª Menção Honrosa

Mónica Gomes da Venda | VeganChee – Não Sou um Queijo

Criado em dezembro de 2016, o VeganChee-Não Sou um Queijo! é uma alternativa vegetal ao tradicional queijo curado, preparado com lacticínios. Certificado pela entidade Certiplanet, é elaborado por produtos naturais e é nutricionalmente rico pelos seus constituintes – sementes de sésamo, azeite, levedura e limão.

O Veganchee não tem na sua composição qualquer aditivo alimentar de cor, aroma ou sabor, o que lhe confere um conjunto de nutrientes cálcio, cobre, manganês, magnésio, ferro, proteínas, vitaminas – vitamina E. vitamina K, vitamina B6- entre outros.

Este promove um estilo de vida mais saudável pelo seu baixo teor de gordura comparativamente com os análogos de origem animal.

Com o Veganchee é possível ter um aperitivo mais saudável, sendo um produto totalmente inovador no mercado.


3ª Menção Honrosa

Sara Maria Fradique da Silva Oliveira |  Chocolate Cru de Alfarroba, Casa do Bosque

O Chocolate Cru de Alfarroba, da Casa do Bosque, foi desenvolvido em 2015 e é um produto de produção artesanal, recorrendo à sabedoria ancestral como a germinação e a desidratação.

Com uma certificação biológica    e processado de forma a manter as suas valências nutricionais, este produto valoriza a essência da matéria e do legado cultural da sua transformação. O chocolate Cru contribui, assim, para uma gama de opções alimentares mais saudáveis, assentes neste caso, na utilização em larga escala da alfarroba, que proporciona ao produto açúcares naturais, antioxidantes, vitaminas e minerais.

Toda a matéria-prima é deliberadamente vegetal e biológica, o processo de fabrico artesanal é ligeiro, deixando uma pegada muito pouco invasiva e o consumo do chocolate é saudável e nutritivo sendo isento de corantes, conservantes e açúcares refinados.

O produto enquadra-se no mercado dos produtos vegetarianos/veganos e promove este estilo de vida, bem como a adoção de hábitos mais salutares através da escolha de produtos biológicos.

 

 

NOMEADOS:

  • ALGAplus Prod. e Com. de Algas e Seus Derivados | Cultivo de macroalgas autóctones bio
  • Centro Social e Paroquial da Charneca | Alimentar em Rede
  • Daniela Cristina Gonçalves Costa | Toal
  • Modelo Continente Hipermercados | Transformar-te
  • Município de Arouca | GEOFOOD
  • Oikos Cooperação e Desenvolvimento | SmartFarmer
  • WWF Mediterranean Foundation | Fish Forward

 

Galardão

Modelo Continente Hipermercados | Transformar-te

Prevenir o desperdício alimentar faz parte do ADN da Sonae MC. No ano nacional de combate ao desperdício alimentar, a Sonae reforçou compromissos, com produtores, fornecedores, clientes e lançou um projeto de valorização do desperdício – o Transformar-te.

E os principais eixos de atuação são:

  1. Redução do desperdício triando e reembalando produtos, acelerando o escoamento dos mesmos em fim de vida, através de ações de Happy-hour e processos de depreciação (comunicando de forma clara a aproximação do fim da validade).
  2. “Reutilização” de produtos comercialmente desvalorizados, que cumprem todos os requisitos de qualidade, em caterings internos, nas áreas sociais lojas, ou através de doações a centenas de instituições de solidariedade, através da Missão Continente.
  3. Prolongamento da vida de produtos através da reciclagem ou transformação em novos produtos, numa lógica de economia circular, como é o caso dos doces e chutneys produzidos de excedentes de frutas e legumes.

Este projeto apresentou ganhos anuais superiores a 1 milhão de euros, com impacto social de 9 milhões de euros e impacto ambiental de muitas toneladas de emissões de gases evitadas.

A Sonae acredita que o que hoje é “quebra” pode ser valor acrescentado amanhã, na economia, na sociedade e no ambiente. E através da Missão Continente assumiu o compromisso de partilhar e sensibilizar a sociedade civil para projetos como o Transformar.te que tanto contribuem para a sustentabilidade do nosso país e do mundo.


1ª Menção Honrosa

Daniela Cristina Gonçalves Costa | Toal

O projeto Toal foi desenvolvido em Janeiro de 2017, no âmbito do mestrado em Segurança Alimentar da FFUC, em parceria com a ESAC. A marca Toal surge como uma nova forma de produzir e consumir alimentos já existentes que na sua maioria são considerados como “lixo” orgânico, que contribui para o aumento descontrolado da pegada ecológica e impacto ambiental.

A Toal utiliza subprodutos das indústrias queijeira e hortofrutícola, produzindo bebidas (um género de iogurte de fruta e outra tipo sumo natural), “Toal Proteína” e “Toal Energia”, assentes na reinvenção de dois subprodutos orgânicos e nutricionalmente completos – os morangos de calibre inadequado ou a “ fruta feia” e o soro excedente da manufactura do queijo.

 

Estas bebidas são nutricionalmente adequadas, seguras e 100% naturais. Ambas contêm probióticos, antioxidantes provenientes dos morangos e um baixo teor em gordura.


2ª Menção Honrosa

Município de Arouca | GEOFOOD

O GEOFOOD, criado em dezembro de 2016, é um projeto que pretende integrar a alimentação e o território, o turismo e a saúde, a sustentabilidade e o sabor. Desenvolvido em parceira entre o Município de Arouca e o Geoparque Arouca, o GEOFOOD é da autoria da autoria da nutricionista Ana Helena Pinto, e tem como principais objetivos qualificar territórios e destinos turísticos que sejam promotores de estilos de vida saudáveis oferecendo ambientes que valorizem os alimentos e a terra, sensibilizar os atores locais, aproximar produtor e consumidor, qualificar a oferta de itinerários de acordo com o conceito do projeto e aumentar o conhecimento sobre a origem dos produtos.

Desde a sua implementação que o projeto tem estimulado uma maior reflexão e apoio às culturas agroalimentares e agricultores locais e incentiva a valorização de novos produtos. A nível nacional, tem incentivado nutricionistas a refletirem sobre as possibilidades de atuação com ações de promoção de estilos de vida saudáveis. Por fim, a nível internacional, o GeoFood tem inspirado o trabalho do Geoparque de Seridó, no Brasil.


3ª Menção Honrosa

Oikos Cooperação e Desenvolvimento | SmartFarmer

O SmartFarmer é uma ferramenta para comércio eletrónico, criada pela Oikos, com funcionalidades destinadas a promover e a dinamizar os circuitos curtos agroalimentares.

O projeto visa a aproximação entre o produtor agrícola local e o consumidor reduzindo ao mínimo os intermediários na cadeia de valor.

Desenvolvido em setembro de 2016, este projeto funciona numa lógica de círculos concêntricos: o produto ou serviço procurado por um consumidor vai ser localizado por georreferenciação do mais perto ao mais longe, em relação ao consumidor. Assim, permite vendas de grandes quantidades por agregação de oferta e procura, contratação pública, leilões, doações e entregas.

 

O SmartFarmer pretende promover a economia rural em Portugal, combater o desperdício alimentar na produção, reduzir a insegurança alimentar das famílias portuguesas e conferir eficácia ao sistema atual de combate à insegurança alimentar.